Wow…José Castelo Branco obrigou Betty Grafstein a perder 15 quilos era assim que…

Gelados atrás de gelados… era assim que Betty Grafstein compensava uma vida menos feliz. O socialite acabou com esse prazer da mulher.

Gelados atrás de gelados… era assim que Betty Grafstein compensava uma vida menos feliz. O socialite acabou com esse prazer da mulher.

Quando Betty Grafstein conheceu Castelo Branco através de uma amiga estava longe de adivinhar este desfecho: “Um dia, levei a Betty a uma ‘vernissage’ e nem foi preciso apresentá-los. Encantaram-se de imediato um com o outro e como estavam muito sós, gostavam ambos das ‘griffes’, das coisas bonitas e, portanto, estavam como Deus para os anjos, apaixonaram-se. O Zé foi para Nova Iorque com a Betty onde se casaram“, contou a pintora Ana Maria Botelho numa entrevista ao Correio da Manhã,’ em 2004.

Quando se conheceram, nos anos 1990, José vendia obras de arte e atuava como drag queen. O próprio “conde” contou outros pormenores do romance em entrevista com Cristina Ferreira em 2018: “Começámos por ter conversas. Houve paixão, mas que paixão,que ainda hoje continua. Até sexual. Parou há uns bons anos, mas no início houve“, recordou.

Na altura em que os destinos de ambos se cruzaram na referida ‘vernissage’, a designer de joias tinha 60 anos e usava uma franjinha à Beatriz Costa, como é descrito numa reportagem feita pela revista ‘Visão’, em 2002. “Havia herdado parte da fortuna do seu segundo marido e compensava a solidão comendo gelados atrás de gelados“, lê-se. Só que José Castelo Branco rapidamente colocou um travão no “vício” de Betty.

A norte-americana foi, então, obrigada a emagrecer (foram 15 quilos no total) para poder “caber” nas roupas de alta costura. Depois, Betty submeteu-se ainda a várias operações plásticas à cara e ao peito por indicação do marido. Depois, a comida passou a ser “racionada”, conforme revela uma antiga funcionária do casal: “Ele comia bem e não deixava comer a senhora.”

Rolar para cima