Francisco tinha 13 anos e morreu no naufrágio em Tróia. Há mais uma vítima mortal

Duas pessoas mortas e duas desaparecidas é o resultado do naufrágio de um barco de recreio, esta manhã, em Tróia. Um quinto tripulante foi resgatado com vida. Trata-se do timoneiro da embarcação, um homem com 62 anos.

Ao que o CM apurou, Francisco Neves, de 13 anos, é uma das vítimas mortais. Tinha ido à pesca com o pai, Ricardo Neves.

Os elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Setúbal detetaram e recuperaram o corpo da criança.

PUB

O corpo de um dos três adultos desaparecido foi detetado pela aeronave da Força Aérea Portuguesa, tendo sido recuperado pela embarcação da Polícia Marítima.

Segundo a Autoridade Marítima Nacional, na embarcação ia um homem com cerca de 45 anos e o filho de 13 anos e dois jovens de 21 e 23 anos. Terá naufragado pelas 7h00, mas o alerta chegou às autoridades por volta das 10h00.

As buscas pelas duas pessoas que ainda se encontram desaparecidas estão a ser coordenadas pelo Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima de Setúbal e estão empenhadas, por mar, uma embarcação do Comando-local da Polícia Marítima de Setúbal e uma embarcação da Estação Salva-vidas de Sesimbra. A efetuar buscas por terra estão ainda elementos dos Bombeiros Voluntárias de Grândola e da GNR da Comporta.

No local está ainda uma aeronave da Força Aérea Portuguesa e um navio da Marinha Portuguesa.

O Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima foi ativado e encontra-se a prestar apoio.

Rolar para cima